domingo, 18 de agosto de 2013

A MÁQUINA DE DESAMASSAR CHEQUES

Quando conseguir meu primeiro emprego, aos 22 anos de idade, foi em um banco estadual. Trabalhava fazendo um serviço burocrático, repetitivo e estressante. Mas, aos funcionários novatos, os chamados calouros, eram pregadas peças que de uma certa maneira deixava o ambiente descontraído.

Comecei trabalhando no Setor de Aplicação Financeira e depois fui transferido para o Setor de Compensação de Cheques e foi justamente nesses setores que presenciei uma dessas brincadeiras. Era comum quando se chegava algum funcionário novo se deixar, a cargo do mesmo, a entrega de documentos e entre os setores.

Em várias situações presenciei quando o chefe pegava um pacote enorme e muito pesado e mandava algum desses funcionários entregar o pacote no Setor de Compensação e me lembro perfeitamente da ordem: essa é uma máquina nova de desamassar cheques, vá lá no Setor de Compensação entregar?

sexta-feira, 16 de agosto de 2013

Os cebolas, as lendas e os mitos VII

Lampião nunca esteve aqui!

Desde criança sempre ouvi dizer que os cangaceiros, principalmente do grupo de Lampião, nunca estiveram ou entraram na atual Cidade de Itabaiana(SE). Segundo os moradores, principalmente os mais velhos, toda vez que o grupo de Lampião tentava entrar na cidade, o padroeiro Santo Antônio, os impedia de entrarem na área urbana. Isso era dito nas escolas, nas igrejas e pelos moradores em geral.


sexta-feira, 9 de agosto de 2013

O CEBOLA E O TROVÃO

É comum acidentes quando se trabalha produzindo fogos de artifícios, isso devido de ter de se trabalhar com pólvora, um produto altamente instável. E nesses trabalhos, com pólvora, é comum ocorrerem acidentes. Quando era criança,morava em Itabaiana(SE), presenciei a ocorrência de um desses acidentes.

Nesta época, em Itabaiana(SE), existiam três produtores dos chamados fogos de artifícios (as pessoas da região chamavam fogos de São João), pelo menos é o que tenho lembranças. Os produtores eram: o Sr. Valter, residia no povoado São Luiz bem próximo a igreja que emprestou o nome ao povoado; Sr. Josias Fogueteiro, que residia na Rua do Cacete Armado; e Sr. Carlos de Rosinha, que residia na Rua do Ouvidor. Todos eles mantinham a produção dentro das próprias residências e o maior produtor era Josias Fogueteiro.

quinta-feira, 1 de agosto de 2013

O LOBISOMEM PERITO EM ARTES MARCIAIS


Quando era criança era comum os adultos contarem essas histórias sobre lobisomens e assombrações, apenas para fazer medo aos mais novos. Devido a esse tipo de atitude, algumas pessoas aproveitavam para pregar algumas peças.

As mais comuns era se pregar peças com as chamadas assombrações ou visagens.

Em uma dessas situações a que me chamou atenção foi o que contou um senhor aposentado. Esse senhor me contou que na adolescência morava em sítio e estudava a noite na cidade. Fazia o caminho de ida e volta todas as noites.

O caminho da cidade para a casa dele dava em uma encruzilhada chamada três cancelas (Povoado Terra Dura - Itabaiana(SE). As aulas começavam as 19:00hs e iam até as 22:30hs.

Como precaução ele sempre levava uma faca peixeira.