terça-feira, 12 de fevereiro de 2019

Antigas profissões dos cebolas XV - O Artesão de Gaiolas

O fabrico de gaiolas é atualmente uma profissão em extinção devido a forte pressão social em relação a preservação dos animais silvestres e nesse caso mais específico é em relação a preservação dos pássaros. Mas era muito comum a venda de gaiolas, décadas de 70 e 80 do século XX, na feira de Itabaiana e existia uma parte da feira que se chamava feira dos pássaros e lógico, também de gaiolas.
As grande maioria das gaiolas vendidas eram feitas de fumo brabo , mas apareciam muitas gaiolas feitas de Cana brava e algumas feitas de madeira com arames. Eram feitas de maneira artesanal, mas muito bem feita, na realidade eram verdadeiras obras de arte.

Feita de Canabrava
Gaiola metálica não artezanal
As gaiolas feitas de Fumo Brabo ou de Cana Brava (em algumas regiões é conhecido como ubá) não exigia muita habilidades artesanais. Esse material era fácil de ser cortado e furados para a devida colocação dos palitos que formavam a grade da gaiola. Apenas nas extremidades eram passados arames que sustentavam toda a estrutura.

As gaiolas de madeira e a grade feita com arames exigia maior habilidade e era grande o trabalho para fazerem os furos por onde passava os arames. O maior artesão dessas gaiolas, que conheci, morava na Rua das Flores (Rua Barão do Rio Branco). Não lembro o nome dele, mas lembro perfeitamente que usava um óculos de lentes grosseiras e no telhado da casa dele tinha dezenas de gaiolas penduradas. Algumas com pássaros, mas a grande maioria era a espera de um comprador. Na realidade tinha alguns modelos de gaiolas que ele sempre fazia questão de mostrar por serem obras de artes. Eram as gaiolas onde na parte superior a madeira eram trabalhadas em relevo.

Já na década de 80, século XX, começaram a aparecer as gaiolas feitas totalmente de arames e com preços mais acessíveis e juntamente com elas também apareceram campanhas de preservação da natureza e entre os itens a serem preservados estão incluídos a preservação da chamada Fauna silvestre que faz parte justamente os pássaros (chamados carinhosamente de passarinhos) que são os prisioneiros dessas gaiolas.

As campanhas ecológicas vieram acompanhadas de leis proibindo a captura, prisão e comercialização dos pássaros silvestre e isso fez declinar e acredito que futuramente sumir a produção dessas gaiolas.

Textos relacionados:
Antigas profissões dos cebolas XVI Os Pequenos Engraxates

Antônio Carlos Vieira
Licenciatura Plena - Geografia (UFS)



Nenhum comentário:

Postar um comentário