terça-feira, 15 de setembro de 2020

Conversando comigo mesmo

 Desde criança tenho o hábito de falar gesticulando, mas isso era e é considerado uma coisa normal. O que naquela época não era considerado normal era pensar alto (falar sozinho) e já na infância costumava pensar de como resolver as coisas gesticulando.


Algumas pessoas costumam tentar ridicularizar quem pensa em algum assunto gesticulando e fico imaginando o que elas acham das pessoas que conversam com elas mesmo. Isso mesmo a pessoas pensar e conversar consigo mesmo !


Quando rapaz eu achava que a pessoas conversar consigo mesmo era uma coisa rara e anormal, mas depois que entrei na universidade, fui morar na capital, notei que muitas pessoas falam gesticulando e o mais interessante é que outras pessoas também costumam conversar consigo mesmo.

Quando converso comigo mesmo a complicação é grande. Quase sempre discordo do que penso e quase sempre tento convencer a mim mesmo a mudar de ideia e pra piorar a situação eu costumo discordar de mim mesmo, gesticulando.

Claro que fico chateado comigo mesmo por ser contra quase tudo que eu mesmo penso!

Certa vez me mandaram um texto referente a um pensamento de um nativo de uma tribo da América do Norte. Segundo o pensamento do nativo, todos nós temos dois lobos dentro de nós, um mal e outro bom e achei que o pensamento se referia às pessoas que conversam consigo mesmo. Mas não é o caso por que o pensamento se refere a todas as pessoas que tem de se decidir qual caminho a seguir, se o caminho do mal ou o caminho do bem e dependendo de qual dos dois lobos a pessoa alimentar mais, será o caminho escolhido.


Claro que em certos momentos eu discuto comigo mesmo de como executar alguns projetos e o assunto vai desde a ideia do projeto, início da implantação e posterior execução do mesmo. O incrível é que faço isso gesticulando e às vezes até falando !

Texto original: CARLOS GEOGRAFIA

Nenhum comentário:

Postar um comentário