quarta-feira, 19 de abril de 2017

Antigas profissões dos cebolas VI - O Vendedor ambulante de Manuês

Quando alguém se referia a manuês estava falando de bolos de milho, arroz ou puba. Hoje ninguém usa mais o termo manuês e não existem vendedores ambulantes de manuês, mas podem ser encontrados vendedores de manuês, com produtos colocados à venda em bancas em praticamente todas as cidades do nordeste. Os locais mais comuns onde podem ser encontrados são nas feiras livres, mas também vendem seus produtos em bancas localizadas estrategicamente em praças e pontos de ônibus.

Formas onde eram assados
os manuês e também eram
usadas para transporte e venda.
Os vendedores eram garotos que ganhavam dinheiro vendendo os bolos pelas ruas e praças da cidade, mas não se encontrava eles vendendo nas feiras, pois nas feiras os bolos eram vendidos nas bancas juntamente com outros tipos de iguarias.


Os manuês eram vendidos nas formas (eram de forma retangular e de alumínio) onde eram assados, cobertos com panos brancos e carregados na cabeça pelo vendedor. Os produtos eram vendidos em fatias, cada vendedor vendia um tipo de manuê de cada vez, às vezes andavam em dupla e cada um vendendo um manuê diferente. Os mais comuns eram feitos de milho e puba.

Antônio Carlos Vieira
Licenciatura Plena - Geografia (UFS)

Nenhum comentário:

Postar um comentário