sexta-feira, 2 de setembro de 2016

A Feira de Itabaiana X - A Feira das trocas

A mais antiga de todas as feiras e que deu origem as feiras atuais. Quando ainda não existia a moeda, como padrão de troca de produtos ou serviços, as pessoas iam para as feiras para trocarem os produtos. É claro que a quantidade de produtos diferentes e com valores diferentes dificultavam a trocas entre eles. Mas, a simplicidade do consumo nas primeiras sociedades também facilitava a troca e com a exigência de uma sociedade mais organizada foi que aparecem as moedas como padrão de trocas.
Feira das trocas que atualmente é realizada em frente ao Estádio Eltevino Mendonça.
Foto conseguida na Itnet.
Essa feira é a ovelha negra das feiras apesar de ser a mãe de todas as feiras. Em Itabaiana essa feira é a mais itinerante de todas. A primeira feira das trocas, em Itabaiana, que tenho notícias ficava bem no finalzinho do largo José do Prado Franco, depois foi expulsa para uma parte já aterrada do Tanque do Povo, bem ao fundo da Quadra do Glai (onde fica a parte dos fundos do atual mercadão), logo depois essa feira foi se instalar em frente ao Estádio Presidente Médici (hoje Estádio Eltevino Mendonça) e a última vez que estive nessa Feria foi na praça ao lado do Colégio Airton Teles. Hoje a feira se localiza, mais uma vez, em frente ao Estádio Presidente Médici (atual Estádio Eltevino Mendonça)


Esta feira sempre foi vista com maus olhos por que alguns produtos eram de origem duvidosa e para prevenir aborrecimentos os vendedores costumavam registrar as vendas de alguns produtos (bicicleta era um deles) na delegacia local.

Nesta feira presenciei um fato interessante: por ocasião de um defeito em minha primeira moto (década de 80 do século passado), fui até uma dessas oficinas instaladas em garagem. Ficava bem próxima da feira das trocas, quando ela ainda funcionava ao lado da Escola Estadual Dr. Airton Teles. Esperando o mecânico terminar o serviço, me sentei em frente a oficina e de vistas para essa feira. Um dos vendedores olhou para mim, atravessou a rua e me ofereceu uma mercadoria pra lá de indigesta: revólveres! O sujeito abriu um amostral feito de flanela com várias casas (seis ao todo) e em cada casa tinha um revolver com modelo diferente. O mais interessante é que eu recusei dizendo não ter interesse em comprar uma arma e mesmo assim ele continuou insistindo. Outro vendedor aproximou-se, se colocou ao lado do primeiro vendedor e abriu outro amostral (também feito de flanela) com outros modelos !

Mandei o mecânico apressar o término do serviço, ao pagar fui embora e nunca mais coloquei os pés nesta feira. Pra falar a verdade, só tenho notícias desta feira pelos noticiários da imprensa. Nestes noticiários, nem sempre as informações passadas são das melhores e de vez em quando saem notícias que alguns destes vendedores vão presos por venderem produtos furtados e até mesmo por venda de armas. Atualmente a venda de pássaros silvestres é feito nessa feira e é uma atividade criminosa e é firmemente combatida pela polícia ambiental.

As últimas notícias que tenho é que a Feira das Trocas está sendo realizada em frente ao Estádio Eltevino Mendonça (antigo Estádio Presidente Médici).

Abaixo vídeo com reportagem, da Itnet, sobre a Feira das Trocas em Itabaiana (SE):

Nenhum comentário:

Postar um comentário